Avançar o conteúdo principal

Trabalhar para o sucesso: Uma abordagem hospitalar e pré-hospitalar

Vietname

Por Hai Le, Especialista do Programa de Cuidados de AVC e Cam-Tu Vo, Gestor do Programa de Cuidados de AVC

O AVC é a principal causa de mortalidade no Vietname1.

Calcula-se que sejam comunicados 200 000 novos casos de AVC todos os anos, 50% dos quais são fatais. Além disso, a taxa de mortalidade desta doença ultrapassa as de outras doenças graves como as doenças cardiovasculares e o cancro.

O Da Nang Hospital, um dos principais hospitais no Vietname Central, presta cuidados médicos a uma população de aproximadamente 1,1 milhões de pessoas na cidade de Da Nang, além de pessoas nas províncias circundantes. Dada a elevada taxa de mortalidade de AVC no país, o hospital começou a tratar doentes com AVC em 2015, com 48 casos de tPA por ano em 2000 internamentos. O tempo médio porta a agulha (DTN) foi de 72 minutos, com apenas um médico de AVC responsável pela Unidade de AVC no departamento da Unidade de Cuidados Intensivos (UCI).

Como parte dos esforços para lidar com o AVC no país, o Da Nang Hospital juntou-se à Angels Initiative em 2018. Com um forte apoio do Conselho Diretivo do Hospital e os esforços inabaláveis da equipa de AVC, foram implementadas várias medidas:

  • Agora são utilizadas malas de AVC na etapa de TC, o que poupa 4-5 minutos preciosos
     
  • Reuniões internas semanais para a equipa de cuidados de AVC para partilhar atualizações, trocar conhecimentos, assim como apontar falhas nos processos para realçar áreas de melhoria contínua
     
  • Participação ativa nos webinars Angels, formação Body Interact, formação WOW CT e formação de enfermeiros, com o objetivo de melhorar a tomada de decisões de tratamento
     
  • Monitorização da qualidade através do poster de Helsínquia para garantir a qualidade de cuidados
     
  • Melhorias na fase pré-hospitalar através da criação de uma linha de apoio para incidentes de AVC, além da implementação da formação “FAST” para equipas de Serviços Médicos de Emergência (SME) e médicos emergencistas de hospitais de referência para pré-notificar unidades de AVC ao transferir doentes
     
  • Apoio para hospitais satélite através da telemedicina (grupo Zalo) para oferecer tratamento para doentes com AVC

Desde que estas iniciativas foram implementadas, o número de casos tratados aumentou significativamente de 118 casos com uma taxa de trombólise de 5% em 2018, para 200 casos com uma taxa de trombólise de 8% em 2019. Além disso, o tempo DTN foi reduzido consideravelmente de 55 minutos para 33 minutos no mesmo período.

Com o objetivo conjunto de “dar uma oportunidade à vida”, a equipa de AVC do Da Nang e a equipa Angels estão entusiasmados e dedicados a melhorar a qualidade de tratamento para doentes com AVC, para reduzir o tempo DTN e, consequentemente, para aumentar as taxas de sobrevivência. Além de salvar mais vidas, o hospital aderiu ao Registo de Qualidade RES-Q e agora a equipa também espera qualificar-se para o prémio "Platinum" pelos Prémios Angels da World Stroke Organization (WSO) que reconhece hospitais que demonstram um claro compromisso com cuidados de AVC de qualidade.

“Não devemos ser complacentes com os atuais resultados. Em vez disso, trabalharemos para fazer ainda melhor, uma vez que o nosso objetivo é aumentar o número de doentes em hospitais preparados para AVC em todo o país”, disse o Dr. Nguyen Thanh Trung, Vice-Diretor do Da Nang Hospital & Dr. Duong Quang.

1Vietnam. (2020). Obtido 25 Fevereiro 2020, de http://www.healthdata.org/vietnam

Powered by Translations.com GlobalLink OneLink Software