Avançar o conteúdo principal

Uma abordagem multidimensional para melhorar os cuidados do AVC

Filipinas

por Jennifer Justice F. Manzano, MD, Diretora dos Serviços de AVC; Centro Médico de Manila, Asian Hospital and Medical Center, Perpetual Help Medical Center

O AVC é a segunda principal causa de morte e a principal causa de incapacidade nas Filipinas, com uma prevalência de 0,9%1. Embora haja 105 milhões de Filipinos, existem apenas um pouco mais de 280 neurologistas2 a servir esta população — e a maioria destes (cerca de 67%) exercem nas cidades1.

Dado que muitos dos meus familiares sofreram AVC, estou muito ciente da insuficiência da infraestrutura de cuidados de AVC das Filipinas. Foi isso que, em parte, aguçou o meu desejo de ajudar a desenvolver serviços de AVC nos hospitais em que trabalho. Com a ajuda das administrações de cada hospital, decidimos criar programas de AVC para o Medical Center Manila (MCM), Asian Hospital and Medical Center (AHMC) e Perpetual Help Medical Center (PHMC). Juntos, criámos a visão para o programa de AVC de cada instituição.

Queremos que o MCM seja capaz de prestar cuidados de AVC agudo que estejam a par dos padrões da área e que seja um líder na educação do AVC para não profissionais — aquilo a que chamamos “lay fora”; queríamos que o PHMC conseguisse proporcionar aos doentes com AVC na sua comunidade um programa multidisciplinar que lhe ofereça os melhores resultados funcionais; e para o AHMC, pensámos um centro de referência de AVC no Sul de Manila, que também servia as províncias próximas.

Apercebemo-nos rapidamente de que os maiores desafios que nos aguardavam seriam dar formação ao nosso pessoal médico, promovendo a colaboração entre departamentos, e educando a comunidade para se dirigir imediatamente à urgência ao se deparar com sintomas de AVC.

A Angels Initiative foi uma enorme bênção para nós, particularmente com a formação. Quando decidimos estabelecer os nossos programas de AVC, sabíamos que o pessoal, enfermeiros, internos e emergencistas entrariam e sairiam. Assim, era importante configurarmos um núcleo de formação para enfermeiros e médicos. A Angels proporcionou-nos recursos úteis para dar formação ao nosso pessoal médico e de enfermagem, incluindo diapositivos de palestras, formação de imagiologia, currículo de certificação de enfermagem e exercícios de simulação digital.

Para promover a colaboração entre departamentos e dentro da equipa de AVC, tivemos reuniões regulares nas quais participaram membros da equipa médica, enfermeiros, laboratório, radiologia, reabilitação, marketing e departamentos financeiros. Durante estas reuniões, o nosso parceiro Angels partilhou muitas ideias valiosas sobre como as práticas são aplicadas noutros hospitais e noutros países. O seu conhecimento sobre as boas práticas também nos deu a perspetiva nova de que necessitávamos, particularmente quando enfrentámos desafios.

Quando os médicos e enfermeiros explicam o AVC a doentes e leigos, frequentemente é como se falassem chinês. Juntamente com os nossos parceiros do marketing, a Angels tem sido uma boia de salvação nos nossos esforços para fazer avançar a educação sobre AVC nas nossas comunidades. Ao ajudar-nos a organizar a lay fora e sessões em direto no Facebook, além de serem um importante recurso para materiais publicitários prontos a usar e boas práticas noutros países, permitiram-nos partilhar a nossa mensagem melhor e para uma maior audiência.

Em apenas pouco mais de um ano em que fizemos parceria com a Angels, foram um tremendo apoio para a evolução das nossas campanhas de AVC. Graças a eles, as nossas equipas conseguiram dar forma e fazer crescer os serviços de AVC em três hospitais.

Estamos muito encorajados pelo nosso progresso, e estamos motivados para continuar a mudar e a melhorar, esperando que um dia, nós — incluindo os nossos amigos e familiares — possamos ter a certeza de que há um hospital preparado para AVC ao nosso alcance quando for necessário.


1 Navarro, J. C., Baroque II, A. C., Lokin, J. K. & Venketasubramanian, N. (2014). The real stroke burden in the Philippines. International Journal of Stroke. 9. 10.1111/ijs.12287.
2 Worldometers. (2019). Philippines Population. Obtido Julho 18, 2019, de https://www.worldometers.info/world-population/philippines-population/ 

Powered by Translations.com GlobalLink OneLink Software