Avançar o conteúdo principal

Deixar um novo legado

Itália

Fundado em 1288 por Folco Portinari – o pai de Beatrice, que era a noiva e principal inspiração dos trabalhos de Dante Alighieri – o Hospital Santa Maria Nuova é o mais antigo hospital ainda ativo em Florença, na Itália e no mundo.

Tendo começado com apenas 10 camas para os pobres e necessitados, o hospital desenvolveu-se, e em 1330, reviu os seus estatutos para se tornar um autêntico hospital, em vez de um Albergue de caridade ou hospício. A sua reputação cresceu significativamente com doentes como Martinho Lutero, aí tratado em 1510, cantando elogios sobre os “competentes médicos, enfermeiras cuidadosas, boa cozinha, camas pintadas e lençóis limpos”. 

Durante mais de 700 anos, o hospital tem servido os doentes sem falhar um único dia – mesmo durante pragas, guerras ou desastres naturais – acumulando muitos legados históricos e artísticos durante o processo. Hoje é também um museu com uma coleção de arte rica e única constituída por 730 pinturas, frescos, esculturas, decorações e os chamados “vasche di Leonardo“, onde Leonardo da Vinci realizava autópsias para os seus estudos anatómicos.

Tendo acumulado tais legados históricos e artísticos, não seria fácil adivinhar que o Hospital Santa Maria Nuova criaria um novo no século XXI, mas foi exatamente o que aconteceu.

A história começou em 2017 quando a Dra. Angela Konze, uma radiologista que trabalhava no hospital, conheceu a Prof. Valeria Caso – antiga Presidente da ESO e “embaixadora” Angels– durante uma conferência em Itália. A Dra. Konze ficou fascinada pela capacidade da rede Angels e pelo facto de muitos hospitais da Europa conseguirem alcançar um tempo da porta ao tratamento (DTT) médio de 30 minutos ou menos.  Desejosa de melhorar o tempo DTT do hospital, que era em média de 75 minutos nessa altura, decidiu entrar em contacto com a Angels Initiative para ajudar a avaliar como se poderia melhorar os cuidados de AVC no seu hospital.

Pouco tempo após essa conferência, começou o processo de consultoria deste hospital. Médicos e enfermeiros de toda a equipa de AVC dos Serviços de Urgência, Radiologia e Medicina Interna participaram ativamente ao longo das 5 visitas de consultoria Angels, durante as quais conduziram uma análise do percurso de AVC no hospital e participaram em várias formações. Um momento decisivo deste processo de melhoria foi durante as simulações in situ, em que a equipa testou e concordou em diversos ajustes do percurso para implementar de forma eficiente as 4 medidas prioritárias recomendadas.

Primeiro, acordaram que, após uma pré-notificação de AVC do serviço de SME, o doente deveria avançar a triagem e ser avaliado imediatamente pelo médico do serviço de urgência, que também acompanharia o doente à mesa de TC. Além disso, concordaram que os enfermeiros têm um papel crucial no processo e, por conseguinte, devem ser envolvidos em todo o percurso, trabalhando em paralelo para apoiar o médico nos cuidados prestados ao doente. A equipa também percebeu, durante a simulação in situ, que o uso de um saco de AVC pode ajudá-los a estarem prontos a iniciar o tratamento farmacológico na sala de TC.

Após a simulação, a equipa também foi extremamente ativa na revisão e personalização dos modelos de lista de verificação fornecidos pelo consultor Angels, e estes acabaram por fazer parte da sua rotina durante cada código de AVC. Outra medida essencial de melhoria implementada imediatamente a seguir foi a monitorização do Tempo Porta ao Tratamento.: enfermeiros e médicos do serviço de urgência e de radiologia começaram a preencher metodicamente o Poster do contador de tempo Angels para poderem monitorizar os seus próprios progressos. A simulação de AVC incitou uma onda de entusiasmo e motivação para toda a equipa; ajudou-os a ver com os seus próprios olhos as falhas no percurso para as analisar criticamente e cooperar para as ultrapassar.

Os resultados destas mudanças foram imediatos e espantosos. O Hospital Santa Maria Nuova passou de ter tratado 29 doentes com um DTT médio de 75 minutos em 2017 para 66 doentes com um DTT médio de 38 minutos em 2018 – praticamente duplicando a velocidade de recanalização e diminuindo para metade os tempos DTT em apenas um ano. Consequentemente, o Hospital Santa Maria Nuova tornou-se o primeiro hospital da Itália a alcançar um Estatuto Diamond nos Prémios ESO-Angels, e continuam a melhorar cada vez mais:  apenas de janeiro a junho de 2019, o hospital tratou 42 doentes com um DTT médio de 32 minutos – mais uma melhoria para o já impressionante progresso alcançado no ano anterior.

A ótima experiência deste hospital foi extremamente contagiosa, porque levou a que 7 outros hospitais na mesma rede regional de AVC começassem o seu próprio processo de consultoria Angels e alcançassem resultados incríveis – um grande exemplo de como simplesmente fazer parte de uma comunidade pode desencadear a melhoria numa maior escala.

Lorenza Spagnuolo, a Consultora Angels que trabalhou neste hospital, sugeriu que o principal fator de sucesso se reduzia a uma forte motivação de prestar os melhores cuidados possível aos doentes, combinada com um sólido trabalho de equipa entre médicos e enfermeiros nos serviços de urgência e radiologia.

“Estou impressionado pelo entusiasmo contagioso destas pessoas, pela sua disposição de melhorar e, principalmente, pela colaboração entre os membros da equipa. O espírito que caracteriza a equipa é único e precioso: todos reconhecem que cada resultado se deve à sua colaboração e cooperação, e não a qualquer indivíduo em particular. Penso que esta é a chave do seu sucesso e irei continuar a desafiá-los a trabalharem juntos como têm vindo a fazer, e a nunca perder este espírito e esta motivação.” - Lorenza Spagnuolo.  

Hoje, o Hospital Santa Maria Nuova é o único hospital na Itália a ter alcançado o prémio de Estatuto Diamond da ESO-Angels, e fizeram-no não uma, mas duas vezes, colocando-se como um ponto brilhante no padrão de qualidade dos cuidados de AVC do país.

Estamos extremamente orgulhosos por sermos uma parte deste novo legado numa instituição histórica como esta e, conhecendo todas as pessoas envolvidas e o elevado padrão que gostam de impor a si próprias, temos a certeza de que continuarão a surpreender-nos nos anos vindouros. 

Powered by Translations.com GlobalLink OneLink Software