Avançar o conteúdo principal

A importância do registo e análise de dados

Argentina
Pela Dra. Maia Gomez Schneider

Sanatorio de los Arcos, com um centro de neurologia, é o centro de referência designado para doentes com AVC do Swiss Medical Group na cidade de Buenos Aires.  

disfagia

Em 2018, a instituição registou um tempo porta-a-agulha médio de 119 minutos para tratamento intravenoso com rtPA, com apenas 8% dos doentes abaixo dos 60 min e nenhum abaixo dos 45 min, longe dos padrões esperados. 

Em 2019, envolvemo-nos na Iniciativa Angels ao contribuir para a base de dados Res-Q. A participação no Res-Q não só facilitou a obtenção de dados sobre doentes com AVC e a qualidade de cuidados na Argentina e no mundo, como também nos ajudou a encontrar rapidamente os nossos pontos fracos para que pudéssemos continuar a formação e a melhorar. Com a ajuda da Iniciativa Angels, foram realizadas várias formações para enfermeiros, médicos de emergência e pessoal de serviço pré-hospitalar. Como resultado, conseguimos melhorar o número de doentes a receber tratamento de reperfusão e reduzir os atrasos hospitalares ao longo do tempo. Recebemos inclusivamente prémios da WSO Angels, dos quais temos muito orgulho. 

No entanto, em 2020, a pandemia da Covid-19 interrompeu os circuitos que construímos. Fomos forçados a reorganizar a nossa estrutura para disponibilizar cuidados aos doentes de AVC de forma segura e rápida, especialmente após o redirecionamento de muitos recursos, particularmente recursos humanos, para o cuidado dos doentes com coronavírus. Os protocolos exigiram alterações devido às circunstâncias extraordinárias que estávamos a viver.  

Durante 2020, mesmo considerando o contexto pandémico e o atraso na consulta dos doentes, houve uma redução significativa do tempo porta-a-agulha médio para 48 minutos, com 92% abaixo dos 60 minutos e 53% abaixo dos 45 minutos, e a percentagem de doentes tratados com técnicas de reperfusão para ICVA foi de 14,4%. Acreditamos que a organização pré e intra-hospitalar tem sido vital, conforme refletido na redução do tempo porta-a-agulha para o tratamento agudo. 

À medida que os meses passavam, os indicadores de qualidade regressaram ao normal, exceto para um: o rastreio da disfagia, que não conseguimos realizar atempadamente em todos os doentes. Como não conseguimos fazê-lo antes da pandemia, pensámos em introduzir formação e rastreio pelo neurologista de serviço durante a avaliação inicial. Once again, we turned to the Angels Initiative who, together with Nutricia, on Janeiro 29, 2021, provided us with excellent virtual training by Lic. Valeria Ton, a swallowing specialist. A sua formação ajudou-nos a desenvolver um protocolo de avaliação da disfagia simples e eficaz, que rapidamente pusemos em prática. Atualmente, 100% dos nossos doentes diagnosticados com AVC ou AIT são rastreados para deteção de disfagia, com o objetivo de reduzir potenciais complicações hospitalares, como pneumonia por aspiração. 

O registo e análise de dados é crucial para encontrar as suas oportunidades de melhoria.

ecrã 2

ecrã 3

Powered by Translations.com GlobalLink OneLink Software