Avançar o conteúdo principal

O dobro? O triplo!

Roménia


Numa das nossas edições anteriores da Angels Journey, falámos sobre os desafios enfrentados pela Roménia – um país onde, até 2015, apenas 1% dos doentes com AVC tiveram acesso a tratamento em Unidades de AVC. Mencionámos o espantoso progresso que fizeram desde que começaram a fazer parte da comunidade Angels inscrevendo, identificando e apoiando mais de uma dúzia de hospitais que podem oferecer trombólise, e constituindo, essencialmente, os blocos de construção da rede de cuidados de AVC da Roménia.

Temos o prazer de anunciar que, nos últimos meses, a Roménia atravessou um período frutífero em termos de expansão da rede de AVC e do programa nacional. 

Tendo reconhecido o alarmante aumento de até 60 000 doentes de AVC agudo por ano como algo que pode e precisa de ser resolvido, o Ministério da Saúde romeno e a Sociedade de Neurologia estabeleceram recentemente um projeto nacional que envolve o estabelecimento do tratamento interventivo para o acidente vascular cerebral agudo isquémico em todos os hospitais de emergência distritais do país. 

Uma vez que a implementação deste projeto tem início a 1 de janeiro de 2019, a Roménia está pronta a beneficiar daquela que será possivelmente a mais rápida expansão de redes de AVC da Europa: triplicação dos centros de AVC, de 14 para mais de 40, em apenas alguns meses.

Naturalmente, uma tão rápida expansão vem com grandes obrigações, que incluem: envolver os novos centros na comunidade de AVC, padronização e implementação do protocolo nacional de AVC em todos os hospitais, formação dos médicos e enfermeiros, apoio administrativo e inúmeros outros aspetos. 

A Angels Initiative irá, evidentemente, continuar a desempenhar o seu papel neste excitante período prestando apoio a todos os níveis possíveis no terreno. Iremos hospedar o segundo workshop nacional da Angels Initiative em novembro deste ano, juntamente com a Sociedade de Neurologia, destinado a apoiar os novos hospitais em vias de estarem preparados para o AVC. 

Aquilo que parecia um processo impossível, que começou por um estado inicial de desespero, elaborou-se e desenvolveu-se até se tornar um plano concreto para a rede de AVC no país, envolvendo todos os intervenientes principais num ciclo virtuoso.



Outra notícia extremamente excitante é que o Hospital Clínico do Distrito de Arad tornou-se o 14º centro a fazer trombólise para doentes com acidente vascular cerebral agudo isquémico na Roménia, tendo tratado o seu primeiro doente em julho. Dois outros hospitais na Roménia (Hospital de Emergência do Distrito de Cluj Napoca e Hospital Clínico de Emergência Oradea) foi distinguido recentemente com o programa de Prémios ESO Angels e há muitos outros para os quais este prémio está iminente. 

O efeito de bola de neve já é visível e o apoio de todos os lados é tangível: sociedade de neurologia, serviços de emergência, radiologistas e mesmo os meios de comunicação social.

Estamos muitíssimo impressionados com a dedicação e esforço desenvolvido por todas as partes envolvidas, em particular a Sociedade de Neurologia, sob a liderança da Dra. Christina Tiu, por iniciar esta conversa com o governo romeno, assim como por reunir um caso tão convincente usando dados do ResQ e do Registo Nacional Romeno para persuadir o estabelecimento deste projeto. 

Temos orgulho em estarmos envolvidos nesta iniciativa nacional, e continuaremos a apoiá-la de todas as formas que pudermos. A Roménia está na ribalta.

Powered by Translations.com GlobalLink OneLink Software